Bastidores

Pedro Cézar, do 6 Sigma: “Aspiral do silêncio leva ao perfil do ‘novo'”

20 de março de 2018 às 19h35
Pedro Cézar: eleitor busca perfil novo; falta aparecer os candidatos

Estatístico e diretor do Instituto 6 Sigma, de Campina Grande, o professor Pedro Cézar assegurou, hoje: “A linha (perfil) do novo é um fato” na cabeça do eleitor de 2018.

“Já faz tempo que o eleitor aponta isso, mas não surgem novos nomes e quando surgem são de última hora”, disse em entrevista ao 60 Minutos, da Rede Arapuan de Rádios.

“Pela própria conjuntura da política brasileira, fica difícil chegar um candidato novo, com propostas”, definiu, ao dar pistas do modelo que o eleitorado prospecta para votar.

“Há uma aspiral do silêncio. O eleitor não expressa esse sentimento nas pesquisas, mas conversa com amigos. Essa aspiral vai convergir se houver novos atores políticos. As pessoas têm essa necessidade, falam do novo, de alguém que seja honesto e trabalhador”, resumiu.

Quem na Paraíba se encaixa nesse figurino?

Vídeo

Vídeo-opinião: Bolsonaro, entre a confiança e a desconfiança


Daltônica

Dona Candinha olha para a símbolo do PSL, em que predomina o azul, mas só consegue ver outra cor:

"Laranja!!!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se, em vez de curandeiro espírita, João de Deus fosse um pastor evangélico, qual seria o tamanho das reações, protestos e ataques às igrejas?
NÚMERO

55%

Percentual que representava a Administração Pública, em 2016, para a economia dos municípios brasileiros.