Bastidores

O “fico” de Romero e o escorão no “Plano P”

15 de março de 2018 às 11h02
Anarriê da Justiça não alterará São João de Campina, avisa prefeito

Sem coletivas, sem alarde e nem cartas, o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) se livrou do beco estreito criado pela necessidade de assumir, de vez, a pré-candidatura do PSDB, ou de precisar dar uma boa justificativa para declinação, depois de tanto insistir pelo apoio tucano.

Com uma notinha – simples e direta – na madrugada, Rodrigues a um só tempo anunciou, por gravidade, que fica na Prefeitura de Campina Grande e disse, nas entrelinhas, que não topa o Plano P, nome dado pelo Blog ao pré-projeto de candidatura do deputado Pedro Cunha Lima (PSDB) ao Governo.

Se livrou das pressões, e diminuiu o oxigênio de Pedro, nome em ascensão que pode virar obstáculo e candidato natural à sucessão em Campina Grande.

Dois tucanos, numa só cajadada.

Vídeo

Vídeo-opinião: quem dará o passo para o “grande salto”?


Facadas

Depois do debate da TV Arapuan, Dona Candinha mudou o nome do candidato a governador do PSOL na Paraíba:

"Tárcio Peixeira!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quem será o próximo prefeito a cair em operações na Paraíba?
NÚMERO

48,9

Patamar de confiança da micro e pequena empresa que cresceu, mas segue em baixo patamar, apontam CNDL/SPC Brasil.