Opinião

Aviso aos navegantes: os prazos mudaram

12 de março de 2018 às 10h06 Por Heron Cid
Livre das badaladas do relógio nos ouvidos, agora Luciano Cartaxo administra tempo ao seu favor

Alguém precisa avisar a próceres da Oposição, especialmente ao líderes tucanos, que o calendário eleitoral para algumas pedras do xadrez mudou.

Mudou especialmente para o prefeito Luciano Cartaxo, quando este retirou a espada do 7 de abril da cabeça, ao abdicar de participar da eleição e comunicar o “fico” ao povo de João Pessoa.

Por isso mesmo, o encontro entre Luciano e o senador Cássio Cunha Lima, no fim de semana, nada produziu de novidade. E nem os próximos prometem coisa nova e concreta.

A razão é elementar. Sem candidatura e nem necessidade mais de renúncia, o prazo de Luciano agora é 5 de agosto, data limite para as definições de candidaturas pelos partidos em convenções.

Período do qual desfrutará para, sem pressa e nem pressões, analisar detida e pacientemente o cenário e lá na frente escolher com qual roupa vai para o baile de outubro.

Até lá, deixará todas as portas abertas. Se antecipar, e tomar decisões, seria pouco inteligente, coisa que o prefeito não vem demonstrando, até aqui.

O 7 de abril agora só na cabeça, sonhos e pesadelos de Ricardo Coutinho, governador do Estado, e Romero Rodrigues, prefeito de Campina Grande.

O tempo, que até primeiro de março era o inimigo de Cartaxo, agora é o seu maior aliado e adversário silencioso de uma Oposição que agora se apressa por definições. Uma fina ironia do destino.

Vídeo

Vídeo-opinião: apesar de tudo, a esperança dos jovens não morreu


Aprendeu

Ao ver a última pesquisa, Dona Candinha disse que Marina Silva está igual a Neymar:

"Só cai!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Maranhão segura até o fim do primeiro turno à força das estruturas políticas dos adversários?
NÚMERO

R$ 700 mil

Valor do sequestro determinado pelo Tribunal de Justiça nas contas de nove municípios da Paraíba.