Opinião

A ‘furada’ da Oposição

22 de fevereiro de 2018 às 21h37 Por Heron Cid
Bancada passou por constrangimento diante de repórteres e câmeras; de um furo a uma furada

Colegas repórteres confidenciaram nas redações. Deu pena ver o constrangimento do promissor vereador Léo Bezerra (PSB) e do já experiente e contundente Bruno Farias (PPS) na risível entrevista coletiva marcada, com ares de expectativa, pela bancada da Oposição na Câmara de João Pessoa.

Diante da promessa de um cataclismo de documentos reveladores, gravadores a postos e imprensa de olhos arregalados, os vereadores abriram a boca para dizer que não tinham a dizer.

Ahn? Como assim, Bial? Isso mesmo. Aos sorrisos amarelos só sobrou a desculpa de que a apuração ainda não estava completa e o mais prudente seria adiar a bomba prometida para outra ocasião.

Um amadorismo de fazer inveja a aspirante na guerra. Uma esfarrapada que corou até os interruptores da sala da entrevista.

Instruídos por vozes superiores a ensaiar o espetáculo de infantaria, os jovens parlamentares não mereciam o vexame de prometer um furo e entregar uma ‘furada’.

Vídeo

Vídeo-opinião: apesar de tudo, a esperança dos jovens não morreu


Aprendeu

Ao ver a última pesquisa, Dona Candinha disse que Marina Silva está igual a Neymar:

"Só cai!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Maranhão segura até o fim do primeiro turno à força das estruturas políticas dos adversários?
NÚMERO

R$ 700 mil

Valor do sequestro determinado pelo Tribunal de Justiça nas contas de nove municípios da Paraíba.