Bastidores

Com medo do ‘carnaval’ do eleitor, políticos preferiram o ‘sossego’

15 de fevereiro de 2018 às 10h28
Candidatos quebraram tradição de aparições; humor do eleitor explica receio

Salvo raras exceções, a chamada classe política praticamente não foi vista, como outrora, nas festividades de carnaval aqui na Paraíba.

E detalhe: em ano eleitoral, quando invariavelmente os políticos e pré-candidatos andam o Estado inteiro e não perdem uma batucada para garantir aparições.

O comedimento tem explicação. O mar não está para a peixe.

Na dúvida entre a expectativa de benefício de fazer algumas fotos ao lado de prefeitos e o risco de apupos inesperados, melhor não ultrapassar.

Poucos quiseram se expor na folia. Muitos para evitar o mela-mela dos protestos e o barulho das vaias. Outros com medo de máscaras caindo em plena avenida.

Vídeo

Vídeo-opinião: Marina, a única que ameaça ascensão de Bolsonaro


Saúde

Para Dona Candinha, depois da coletiva de hoje, a relação do senador José Maranhão com o Governo adoeceu:

"Foi para a UTI!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
João Azevedo e Lucélio Cartaxo se aguentam até quando sem nenhuma alfinetada em José Maranhão?
NÚMERO

48,9

Patamar de confiança da micro e pequena empresa que cresceu, mas segue em baixo patamar, apontam CNDL/SPC Brasil.