Bastidores

Bayeux: no meio do caminho de Luiz Antônio tinha o MP

14 de fevereiro de 2018 às 09h58
Luiz Antônio, prefeito interino de Bayeux, entra no beco estreito

Por essa o prefeito Luiz Antônio (PSDB), de Bayeux, não esperava. Com dificuldades de arranjar votos suficientes para escapar de afastamento pela desacreditada Câmara Municipal, agora o interino tem mais uma pedra no meio do caminho.

O Ministério Público apresentou pedido para afastamento imediato de Luiz. A base? A gravação do empresário Ramon Aciolly que, depois de meses de gestão do novo prefeito, resolveu apresentar um áudio contendo uma conversa pouco republicana entre os dois.

“A gravação deixa claro que o réu solicitou, explicitamente, a quantia de R$100.000,00 (cem mil reais), alegando que era para pagar uma terceira pessoa, a qual denominou como sendo “o cabra da fita”, a fim de ser divulgado o conteúdo de um suposto vídeo que comprometeria o então prefeito do município de Bayeux, GUTEMBERG DE LIMA DAVI (BERG LIMA)”, argumenta a promotora Maria Chaves.

O Ministério Público viu improbidade administrativa na ‘solicitação’ dos recursos. A coisa – que já não era boa – complicou mais para Luiz Antônio.

Vídeo

Vídeoentrevista: Jeová precisou vencer câncer, antes de ganhar eleição


Causas impossíveis

Dona Candinha não se aguentou ao ler a carta de Fernando Haddad “ao povo de Deus”:

"Só faltou fazer uma promessa a Santo Expedito!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com o apoio contundente de Ricardo Coutinho e aliados do Governo, a votação de Haddad aumenta ou cai na Paraíba?
NÚMERO

R$ 6,7 milhões

Valores de recursos aprovados pelo BNDES para projetos de recargas de veículos elétricos.