Opinião

Por Previdência, políticos boicotam a reforma

6 de dezembro de 2017 às 11h23 Por Heron Cid

Dez em cada dez deputados e senadores sabem, no fundo, que a Reforma da Previdência no Brasil é um mal necessário.

Todos os especialistas de juízo apontam a quebradeira e a iminente falência de um sistema que precisa continuar vivo para garantir um colchão social aos menos providos de recursos financeiros.

Desvirtuada e equivocadamente aparelhada como uma mãe de leite, sem alimentação suficiente para se sustentar, a Previdência agoniza.

A Reforma é consenso. Todos os governos se mexeram e tentaram. Não fizeram. Uns por covardia, outros preocupados com suas reeleições.

O Governo Michel Temer deve repetir a mesma história. Quer fazer, mas lhe falta moral e força política para tocá-la.

E por que falta força política? Porque estamos, mais uma vez, à beira de um processo eleitoral. E os políticos estão preocupados mesmo é com seus mandatos.

Por previdência própria, boicotam o que precisa ser feito. Mais cedo ou mais tarde.

Portanto, pelo jogo da reeleição, adiar e jogar para frente é melhor. Para eles.

Vídeo

Vídeoentrevista: Jeová precisou vencer câncer, antes de ganhar eleição


Metando

Dona Candinha jura que Dilma deu um conselho a Fernando Haddad, nessa reta final de segundo turno:

"Deixa a meta aberta e depois dobra a meta!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Crítico contumaz do PT e voz ativa no impeachment, Cássio Cunha Lima ficará em silêncio no segundo turno?
NÚMERO

R$ 6,7 milhões

Valores de recursos aprovados pelo BNDES para projetos de recargas de veículos elétricos.