Bastidores

Gilmar critica prisão quando Lula roça as grades. Por Josias de Souza

5 de dezembro de 2017 às 07h58
Gilmar Mendes, ministro do STF

Três fatos merecem a sua atenção: 1) Saiu nova pesquisa do Datafolha. Lula consolidou-se como líder da corrida presidencial. 2) O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do processo contra Lula no TRF-4 concluiu o seu voto. 3) O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal voltou a criticar as prisões da Lava Jato.

Repetindo: a corrida presidencial é liderada pelo pajé do PT, condenado a 9 anos e meio de cadeia. Um tribunal federal se prepara para julgar o caso. Num instante em que Lula roça as grades, Gilmar Mendes reitera uma pregação que pode levar o STF a rever a regra que autoriza a prisão dos condenados em segunda instância.

Agora preste atenção no que está por vir: condenado, Lula será um ficha suja, inelegível. Prevalecendo a posição de Gilmar Mendes, ele poderá recorrer em liberdade. E o Brasil da Lava Jato, uma cleptocracia cuja Constituição obriga o afastamento de presidentes que se tornam réus, passará a conviver com a campanha de um favorito que é corrupto sentenciado, eventualmetne condenado em duas instâncias.

Uma coisa é preciso admitir: o Brasil faz o pior o melhor que pode.

Comentários

Vídeo

Vídeo: o resultado do PIB da Paraíba num dia emblemático 


Passado e presente

Para Dona Candinha, a roubalheira está no DNA e na história do Brasil:

"Começou lá com Cabral (Pedro Álvares) e continua com o primo (Sérgio)!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Em qual outro Estado a instalação de um “varejão” vira motivo de debate político?
NÚMERO

90%

Dos municípios paraibanos tem na Administração Pública e na Seguridade Social (benefícios e aposentadorias) a atividade econômica predominante, segundo o IBGE.