Bastidores

Berg é exemplo de que cadeia não regenera no Brasil, ironiza adversário

5 de dezembro de 2017 às 15h37
Léo Micena, ex-candidato a prefeito de Bayeux

“Gutemberg Lima é o exemplo da falência do sistema carcerário brasileiro que não regenera ninguém”. A sentença é do empresário Léo Micena, ex-candidato a prefeito de Bayeux. O acusado? Berg Lima, prefeito afastado, depois de ser flagrado recebendo propina de um fornecedor da Prefeitura.

“Ele saiu da prisão, mas parece que não aprendeu nada. Age como sempre agiu, usando a Palavra de Deus em vão e querendo enganar a todo custo uma população simples e humilde”, criticou.

Só faltou sugerir uma penitência. Ou uma tornozeleira.

Comentários

Vídeo

Vídeo: o resultado do PIB da Paraíba num dia emblemático 


Passado e presente

Para Dona Candinha, a roubalheira está no DNA e na história do Brasil:

"Começou lá com Cabral (Pedro Álvares) e continua com o primo (Sérgio)!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Em qual outro Estado a instalação de um “varejão” vira motivo de debate político?
NÚMERO

90%

Dos municípios paraibanos tem na Administração Pública e na Seguridade Social (benefícios e aposentadorias) a atividade econômica predominante, segundo o IBGE.