Bastidores

Berg é exemplo de que cadeia não regenera no Brasil, ironiza adversário

5 de dezembro de 2017 às 15h37
Léo Micena, ex-candidato a prefeito de Bayeux

“Gutemberg Lima é o exemplo da falência do sistema carcerário brasileiro que não regenera ninguém”. A sentença é do empresário Léo Micena, ex-candidato a prefeito de Bayeux. O acusado? Berg Lima, prefeito afastado, depois de ser flagrado recebendo propina de um fornecedor da Prefeitura.

“Ele saiu da prisão, mas parece que não aprendeu nada. Age como sempre agiu, usando a Palavra de Deus em vão e querendo enganar a todo custo uma população simples e humilde”, criticou.

Só faltou sugerir uma penitência. Ou uma tornozeleira.

Vídeo

Vídeo-comentário: Na Paraíba tem candidatos demais e propostas de menos


Mui amigos!

No “Dia do Amigo”, Dona Candinha lembrou de dois políticos paraibanos:

"Cássio e Ricardo!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Qual é o melhor nome para vice de João Azevedo, candidato do PSB ao Governo?
NÚMERO

48

Número de praias próprias para o banho, no fim de semana, no litoral paraibano, conforme classificação da Superintendência de Administração do Meio Ambiente.