Bastidores

Um paraibano na UTI do Rio Grande do Norte

18 de junho de 2017 às 15h03

Com a crise, quase todos os Estados brasileiros inspiram cuidados.

Quebrado na emenda, o vizinho Rio Grande do Norte é um paciente em estado gravíssimo.

Nem Oposição e nem o Governo potiguar negam esse boletim.

Nesse quadro, pode se comparar Gustavo Nogueira, secretário de Finanças e Planejamento, ao médico intensivista.

Só que nesse caso, cabe ao paraibano manter o doente vivo, mesmo sem oxigênio na sala.

De 2016 para 2017, o Estado perdeu mais de R$ 213 milhões em receitas próprias.

De 2014 para 2016, as transferências da União caíram em quase R$ 1 bilhão.

Uma cirurgia de alta complexidade.

Vídeo

Vídeo: LDO, do jurídico a um sinal político


Maior reduto do mundo

Dona Candinha foi ao Parque do Povo e ficou impressionada com o tamanho do Festival de Quadrilhas, mas desdenhou:

"Brasília tem mais!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Depois do PMN, qual próximo partido Luciano Cartaxo está de olho?
NÚMEROS

100 mil

Público estimado que assistiu ao show de Marília Mendonça, no Parque do Povo, em Campina Grande.