Bastidores

IstoÉ traz denúncia de ‘patrocínio’ do Estado a evento de Lula/Dilma

25 de março de 2017 às 12h08

Depois do procedimento formal aberto pelo procurador regional eleitoral da Paraíba para investigar campanha antecipada e indícios de uso da estrutura do Governo do Estado na logística do ato político em favor dos ex-presidentes Lula e Dilma, agora a Revista IstoÉ dedica suas páginas ao tema.

A publicação levanta pontos de ligações entre a estrutura usada no evento e o poder público estadual. Entre as “coincidências”, servidores comissionados do Governo em pleno trabalho no palanque e reconhecido e requisitado fornecedor o Estado que disponibilizou som e tendas para a manifestação de Monteiro.

As suspeitas começaram depois da entrevista concedida pelo presidente estadual do PT, Charliton Machado, aqui no Blog, quando o petista admitiu que o governador Ricardo Coutinho assumiria pessoalmente parte da logística do manifesto, a exemplo do Cerimonial.

De lá para cá, as evidências só aumentaram, apesar do esforço para constrangimento de todos quanto abordaram o tema em espaços jornalísticos locais. Posteriormente, blogs e sites nacionais passaram a noticiar o caso.

Com a entrada do Ministério Público Eleitoral, o que era notícia virou investigação formal. O que torna um pouco mais delicada a tarefa de alguns procuradores – oficiais e extra-oficiais – escalados para a defesa.

Vídeo

Vídeoentrevista: Jeová precisou vencer câncer, antes de ganhar eleição


Causas impossíveis

Dona Candinha não se aguentou ao ler a carta de Fernando Haddad “ao povo de Deus”:

"Só faltou fazer uma promessa a Santo Expedito!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com o apoio contundente de Ricardo Coutinho e aliados do Governo, a votação de Haddad aumenta ou cai na Paraíba?
NÚMERO

R$ 6,7 milhões

Valores de recursos aprovados pelo BNDES para projetos de recargas de veículos elétricos.