Bastidores

Trauma de CG e o cobertor curto

14 de março de 2017 às 09h38
Hospital de Trauma de Campina Grande (Foto: Antônio Davi)

Para se adaptar à crise e contingenciamento de recursos, a direção do Hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande, cortou cerca de R$ 1,1 milhão do custeio/mês.

O próprio Hospital assumiu a parte de higienização, antes terceirizada, reduziu o número de plantões médicos, aumentou o rigor na triagem e fez parcerias com faculdades privadas.

Mesmo assim, há déficits mensais e débitos se acumulam. O cobertor ainda continua curto demais.

Comentários

Vídeo

Entrevista: Conselho traça ‘guia econômico’ para candidatos ao Governo


Em campo

Dona Candinha sobre a aptidão de Lula como comentarista esportivo, depois de desventuras na política:

"Tomara que também não pise na bola!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
As quatro candidaturas ao Governo da Paraíba se seguram até as convenções?
NÚMERO

200

Número de matérias apreciadas na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, segundo a presidente da CCJ, Estela Bezerra (PSB).