Bastidores

Antônio exagera no enfrentamento a Lira

14 de março de 2017 às 09h30

A voracidade com que o tesoureiro do PMDB, Antônio Souza, tenta enquadrar o senador Raimundo Lira é desproporcional.

O mesmo PMDB convive bem, com direito até a solução de criação de uma bancada autônoma, só para conciliar governistas e oposição na Assembleia.

Por que a mão pesada em cima de um senador com as mesmas inclinações pró-Ricardo dos deputados estaduais Nabor Wanderley e Jullys Roberto, até então nunca censurados pela sigla?

Vídeo

Vídeo: “Dei um passo para trás e dois à frente”, desabafa Felipe, de vereador derrotado a deputado eleito


Causas impossíveis

Dona Candinha não se aguentou ao ler a carta de Fernando Haddad “ao povo de Deus”:

"Só faltou fazer uma promessa a Santo Expedito!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com o apoio contundente de Ricardo Coutinho e aliados do Governo, a votação de Haddad aumenta ou cai na Paraíba?
NÚMERO

R$ 6,7 milhões

Valores de recursos aprovados pelo BNDES para projetos de recargas de veículos elétricos.