Bastidores

Antônio exagera no enfrentamento a Lira

14 de março de 2017 às 09h30

A voracidade com que o tesoureiro do PMDB, Antônio Souza, tenta enquadrar o senador Raimundo Lira é desproporcional.

O mesmo PMDB convive bem, com direito até a solução de criação de uma bancada autônoma, só para conciliar governistas e oposição na Assembleia.

Por que a mão pesada em cima de um senador com as mesmas inclinações pró-Ricardo dos deputados estaduais Nabor Wanderley e Jullys Roberto, até então nunca censurados pela sigla?

Vídeo

Vídeo-comentário: quem tem medo de CPI?


Uma letra faz toda diferença

Dona Candinha, curta e grossa, sobre a nova viagem internacional do presidente Michel Temer:

"Enquanto ele está na ONU, a gente está no ônus!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Depois de um ano de debate, o arremedo feito no Congresso pode ser chamado de reforma?
NÚMEROS

78%

Percentual de desaprovação de imagem do presidente Michel Temer, na visão de jornalistas latino-americanos.