Opinião

E o rio desaguou

12 de março de 2017 às 16h04 Por Heron Cid
Águas chegam a Monteiro, cariri paraibano (Foto-G1/Paraíba)
Monteiro – Vinte e cinco anos atrás, o poeta paraibano Aracílio Araújo foi tomado de inspiração ao ler uma manchete da revista Istoé.
Na capa, o título o “fim do drama” mexeu com o itabaianense. Em minutos, como num transe espiritual a letra da composição, mais tarde gravada com sucesso por Flávio José, estava pronta.
Assim como Aracílio e Flávio, tantos outros nordestinos, especialmente paraibanos, chegam a esse histórico dia 10 de Março, com o sentimento de que o sonho que se sonha junto vira realidade.
Uma realidade que promete ser bem melhor do que a que amargamos por séculos de insegurança hídrica. Um subdesenvolvimento responsável pelos estigmas e preconceitos históricos.
Que a profecia de Aracílio nos seus versos projetando açudes cheios e irrigação para mais de “milhão” se transforme, em breve, numa paisagem real, fonte de vida e impulso econômico.
Antes disso, saudamos a Transposição como elemento de justiça social e dignidade humana. Nenhum país pode ser considerado justo enquanto pelo menos um dos seus filhos seja humilhado pelo direito a um copo d’Água negado.
Humilhação que encorajou o poeta, na sua pureza, a clamar: “Priorize esse projeto, seu doutor”.  E um nordestino, Lula da Silva, levou esse apelo a sério, enfrentou burocracia, poeira e sol, desbravou serras e pedras, dando o ponta-pé que nos fez chegar até aqui.
“Doutor” Michel Temer, integrante e colaborador dessa odisseia, tem que louvar aos céus para agradecer pelo privilégio. Porque sob seu governo, o Brasil hoje finalmente “deixou o rio desaguar”, como suplicou, em nome de milhões, Aracílio Araujo, e cantou Flávio Jose, filho da Monteiro a quem o destino reservou a porta de entrada das águas de um novo tempo.
Vídeo

Vídeo: a dívida de Luciano Cartaxo com a Cultura em João Pessoa


Até que enfim…

Dona Candinha ao saber que o PT vai fazer cotinha para bancar nova caravana de Lula:

"Já estava na hora de gastar do próprio bolso!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quando João Azevedo, ungido do PSB, volta ao front?
NÚMEROS

241 mil

Famílias incluídas no Bolsa Família, no mês de outubro, o que zerou a fila de espera, segundo o Governo Federal.